Porque toda lolita deveria ser uma feminista

http://weheartit.com/entry/24541876 


ARRGH. Coloquei para postar automaticamente e não funcionou, estou muito triste. Era a minha postagem de mais de um ano para o Dia das Mulheres ):


Feliz Dia das Mulheres pessoal <3

Observação 1: Bom, para ser sincera, todas as pessoas deveriam ser equalistas/feministas. Isso mesmo, essas palavras são praticamente sinônimos - feminista não é "sou uma macha", "sou lésbica/bissexual" (não tenho nada contra, mas ver pessoas assumindo isso aleatoriamente porque você é feminista é mais do que bobo), "não existe nenhum diferença biológica entre homens e mulheres!!!1!!!", nem "odeio homens, são todos idiotas!!".

Observação 2: antes de dizer qualquer coisa a respeito de feminismo, realmente peço que pesquise e conheça o movimento, preferencialmente em inglês (não conheço muitas fontes sobre isso em português).
Assim como você pode parecer boba falando sobre como "lolita é cosplay kawaii desu", isso ocorre em todos os campos do conhecimento....

Observação 3: ASSISTAM A ESSES VÍDEOS. Eles estão de mãos dadas com o texto, sem eles a minha fala parece um pouco sem argumento - é por que os vídeos falam por si só, não precisam de muita complementação.

Observação 4: eu ainda estou aprendendo sobre o movimento - logo, se houver algum erro, por favor me orientem.



O feminismo é contra o sexismo. Sexismo é dizer o que uma pessoa pode ou não pode fazer baseado no seu sexo. Algumas das "permissões e proibições da sociedade" são:

  • um cara pode ficar com todas numa festa, e será elogiado por isso - uma garota, não pode, e será chamada de biscate;
  • um homem adulto pode trabalhar fora e não sequer falar com os filhos, e será considerado um esforçado trabalhador -  uma mulher não pode, será chamada de mãe irresponsável;
  • o esposo pode não se comprometer com a limpeza de casa - uma esposa não pode, mesmo que os dois trabalhem o mesmo horário;
  • um garoto não pode se vestir "bem demais", sob a pena de ser chamado de homossexual, e deve consentir nos poucos uniformes urbanos masculinos - uma garota pode, e é exigido dela roupas de acordo com padrões específicos (moda) e por elas a mulher é julgada (incluindo em relação à quantidade de sexo que ela faz);
  • um garoto não pode escolher não ir para o exército; uma menina, pode;
  • um homem trabalhando com crianças não pode ser "carinhoso demais" ou será visto como pederasta - uma mulher pode, porque acredita-se que ela é superior no cuidado com crianças;
  • um homem não pode demonstrar sentimentos, é considerado fraqueza - a mulher pode, é considerado delicado.
Outra coisa que o sexismo inclui são habilidades e características que são atribuídas a um sexo ou outro. Enquanto é verdade que, em geral, meninas têm mais dificuldades em matemática, é errado dizer que TODAS as meninas são péssimas em matemática. Pensar nas pessoas como indivíduos que podem ter dons, defeitos e qualidades independentes do seu sexo é pelo o que o feminismo luta - pois uma menina pode ser melhor que a maioria dos meninos em matemática, e um menino ser um excelente designer, sem isso querer dizer que a menina deixa "feminina" e o menino deixa de ser "masculino". O papel que você representa na sua sociedade e a sua opção sexual não te deixam menos "mulher" ou menos "homem".
Colocar um sexo em profissões e características é prejudicial à sociedade, e prejudicial a ambos os sexos. Limita as possibilidades de todos, colocando o que pode ser e não pode ser feito definido por coisas um tanto bobas - as qualidades femininas são depreciadas, apesar de serem igualmente importantes na formação dos indivíduos.


Visão da sociedade sobre a mulher


Note que algumas das coisas citadas acima como "coisas que homens não podem fazer" são associadas a características femininas. Mulheres podem usar calças, homens não podem usar saias. Talvez você já tenha ouvido uma mulher dizendo que gostaria de ser homem por um dia, mas nunca ouviu um homem (cissexual e heterosexual) dizer isso. Por quê? Porque a mulher é considerada menos, menor, mais fraca, menos capaz. Sim, ainda nos dias de hoje (acredite, se tem um lugar que você aprende isso é em um curso de exatas, nos quais somos uma minoria).

Mulheres ganham menos, menos mulheres são líderes, menos mulheres são encorajadas a seguir certos tipos de profissões (e detalhes, as que pagam bem); muitas são obrigadas a fazer todo o serviço da casa e cuidado com os filhos mesmo se ambos do casal trabalhem fora -e isso prejudica, obviamente, o desempenho da mulher, além de colocá-la numa situação altamente exigente e estressante.


E outra: uma mulher é definida na sociedade, atualmente, pelo nível de atração de atenção masculina que ela atrai, o quão sexy, o quão gostosa ela é. Não há valorização do intelectual da mulher. Isso não importa em um mundo que só se preocupa com o corpo, com sexo. É especialmente explícito nos ramos de entertrenimento e propaganda (funk, carnaval, propagandas de cerveja. Não preciso dizer mais nada).

É por isso que existem pequenas vozes na sua cabeça "use maquiagem!", "use salto!" ou até "faça plástica!".
Toda essa mídia a qual você foi exposta, como todas as mulheres, desde criança, criou na sua mente vários valores distorcidos. Que é desejável pesar 50kgs tendo 1,80m, por exemplo - ou que é possível ter uma pele perfeita. E que "é claro" que o cara não vai ser atraído pela personalidade, então é melhor cuidar do ser corpo e ser o mais gostosa possível ao invés de se preocupar com estudar.

Se você já se sentiu julgada por esses valores e se incomodou com isso, se você já percebeu como isso é injusto, pesquisar sobre feminismo vai ser regar uma semente boa que já estava ali. E com o tempo, você vai se tornar não só uma pessoa mais consciente, mas um dia, talvez, consiga ajudar a mudar essa realidade aos poucos, mesmo que localmente.



Tá, e o que isso tem a ver com lolita?

Lolita é um tiro na cara desses valores. Uma coisa que a gente ouve com uma certa frequência são variações desta frase: "mas como você vai arranjar um namorado?". Já parou para pensar por quê?

Lolita não tem absolutamente nada a ver com a aparência que você deveria ter, ou melhor, deveria querer ter. Muitas lolitas gostariam de ser mais baixas, ter menos seios, e acima de tudo se vestem de uma das formas mais cobertas  e menos sexuais possíveis.
E mais importantemente: nós não nos vestimos para os homens (heterossexuais)


A nossa pseudo-subcultura também incentiva um individualismo muito forte, uma noção exata do que somos e de saber que não precisamos mudar nosso jeito. Nós queremos ser assim sem precisar de desculpas, de "eu me visto assim às vezes por que...". Não seguimos o padrão de beleza ocidental de loira - olhos claros - alta - cabelos escorridos divididos no meio - magéeeeerrima - supersensual.

É importante tentar renegar no meio outros padrões de beleza e de comportamento, como nós fazemos com tanto vigor, para garantir que o "movimento" continue com essa cara: de liberdade de expressão, culto à feminilidade e à individualidade. 



Nem tudo em lolita é feminista, e não precisa ser lolita para ser feminista, só para constar... O óbvio não é mais tão óbvio quanto deveria ser.

Espero que gostem apesar de fugir levemente do tema do blog - e que tenha ajudado algumas pessoas a abrirem os olhos.

Obrigada pela atenção!

Share this:

Responsáveis pelo Layout

Seobloggertemplates

Hello We are SeoBloggerTemplates, Our name came from the fact that we are best. We specialize in designing premium looking fully customizable highly responsive blogger templates.

25 comentários:

  1. Esse negocio de meninas geralmente terem dificuldade em matemática na verdade é cultural. Em outros países homens que são considerados 'piores' em exatas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na minha opinião, é meio que um círculo vicioso. Se você diz todo o tempo para meninas que elas têm tendência a serem piores em matemática, quando encontrarem alguma dificuldade, talvez desistirão, porque acreditam que não vão conseguir não importa o quanto se esforcem porque têm um cérebro "feminino".

      Isso é muito triste né?

      Excluir
  2. Fantástico esse texto, Chadias, você está escrevendo cada vez melhor *-* Estou adorando seus artigos! <333

    Pra mim a visão errada que algumas pessoas tem do feminismo se deve em parte a gente que se diz feminista mas confunde com FEMISMO, que é sexista também. Ninguém tem que se achar superior por ser homem ou mulher, pq como vc disse é ruim para ambos os lados por limitar o que a pessoa pode ser ou não.

    Eu me revolto com certas atitudes que ainda vejo hoje em dia, até mesmo coisas simples como mães que dividem o trabalho doméstico com as filhas, mas nunca com o marido ou os filhos. Provavelmente foram ensinadas assim pelas mães e estão perpetuando essa idéia de que é a obrigação apenas da mulher ou das mulheres da casa. É ridículo pq duvido muito que estejam felizes com essa situação, mas não fazem nada porque "sempre foi assim". Eu não quero que continue sendo, por isso definitivamente não vou passar isso para os meus filhos, se um dia os tiver.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Ichigo, ouvir isso de você é uma grande honra ; _______ ;

      Exatamente! O movimento é super interessante e válido, porém tão mal compreendido... As pessoas simplesmente não se dão o trabalho de entender, é desconfortável.

      Esse ciclo se rompe com você, se ensinar os seus filhos, mas é triste constatar que isso sempre será considerado um "extra", um algo a mais, e para menina uma obrigação, se for só uma pessoa que fizer isso...
      Mas para nosso consolo, eu também estou determinada a fazer isso! (apesar que preferiria ter meninas hehe xD)

      Excluir
  3. Concordo e SUPER concordo com tudo!
    Eu também não sei muito sobre esse movimento, mas eu odeio injustiças que são impostas pelo sexo da pessoa.
    Você já percebeu que até nos xingamentos ocorrem esse tipo de preconceito?
    Quando você xinga um homem, você o xinga de quê?
    Filho da Puta: A mãe dele era prostituta? Não era o CARA que você queria xingar?
    Viado: O cara parece mulher - E o que há de errado nas mulheres afinal?
    Corno: Sua mulher é uma vagabunda e você não sabe - Deixa a mulher do coitado em paaz!!
    Dá pra ver, de todos os outros xingamentos que eu imaginei para homens, a maioria tem a ver com a mulher dele, com a mãe dele ou o fato de ele ser comparado com uma mulher...
    Me revolto quando descubro que um namorado acabou com a vida da ex por saber que ela tinha traído ele, mas quando estavam juntos ele ja havia traído muitas outras vezes.
    Enfim, até nas pequenas coisas, como um xingamento, tem esse sexismo. E isso me chateia muito!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente!
      E outra: viado = cara que parece mulher. Gênero =/= sexualidade. Um homem não deixa de ser homem porque por acaso gosta de fazer sexo com homens... (como diz meu amigo gay, "afinal, você é o que você come" UHASUHSAUHASHU).

      Essas pequenas coisas são os reflexos dos grandes preconceitos que existem na nossa sociedade - e o pior, eles são considerados aceitáveis, normais. Se chamar uma pessoa afro-descendente de "macaco" em qualquer rede social, você está destinado a ser repudiado - e com razão, porque é extremamente pejorativo e errado.
      Mas chamar alguém de "biscate"/"puta" é tão ruim e degradante quanto (fora que é ofensivo e sem noção, porque geralmente a pessoa não vende o corpo, que é bem diferente de fazer sexo; e prostituição é uma profissão que poucas pessoas escolhem, geralmente é a única opção que a pessoa pensa que tem para sobreviver). Por que a gente permite um e o outro não?

      Excluir
  4. Nunca imaginei ver um texto desse tipo em um blog sobre Lolita, parabéns!!! :D
    A única coisa que me deixa chateada é que, infelizmente, por mais que seja um cultura urbana que deveria apoiar uma corrente de pensamento semelhante (afinal, somos uma párias da sociedade né) eu sempre vejo os mesmo valores machistas sendo adaptados a estética do grupo :/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada!

      Não sei se entendi, você poderia elaborar mais sobre quais seriam esses valores?
      Talvez você se refira ao comportamento "delicado e feminino esperado"?

      Excluir
  5. Amei demais o artigo, e você escreve muito bem!
    Fiquei realmente surpresa com a abordagem do assunto, não esperava ver algo desse tipo XD
    Parabens pelo artigo e continue escrevendo! <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada mesmo!! Fico extremamente feliz em ouvir <33

      Excluir
  6. Adorei Chadias! No contexto de lolita me lembrei de um caso que ocorreu comigo na semana passada: eu queria usar lolita como tema do meu TCC e estava explicando o que é lolita para minha professora, na hora ela associou ao livro, então é claro expliquei que nao tem nada a ver e tal e ela "mas elas devem se vestir assim pra parecerem sensuais" e eu dizendo que nao e nao até a hora que disse que eu usava lolita, e ela não podia ficar mais surpresa! lol achei demais eu explica o que é um estilo que valoriza a feminilidade e ela me dizer que a única explicação era querer parecer sexy, a mulher hoje em dia se capricha no visual é biscate, quer chamar atenção e se não liga para o que veste é relaxada e não terá nunca um namorado =_=

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um saco isso: só comprova que você é constantemente julgada tão somente pela sua aparência.

      [irony] E obviamente, toda vez que você coloca uma roupa no seu corpo é para agradar aos homens à sua volta. Mesmo se você nem gostar de homens. [/irony]

      Excluir
  7. Otimo texto! pena que não deu pra sair exatamente no dia das mulheres,uma data que hoje em dia ao inves de lembrar a luta das mulheres por igualdade está caindo pro velho "parabens mulheres por serem lindas,tomem aqui uma rosinha",o seu texto pegou bem o espirito da coisa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. SIM! Isso me irrita tanto!
      Ainda mais porque REFORÇA a ideia "Parabéns você é linda [e tem que ser só isso mesmo bjs]".

      Excluir
  8. Você está de parabéns, Chadias! Eu me identifiquei muito, pois trabalho com informática e vivenciei essas características durante três anos. No meu curso técnico, eram apenas 5 meninas entre 20 alunos, eu era a única mulher no meu estágio entre 7 homens e no curso de Análise de sistemas que pretendo fazer as mulheres compunham 5% da turma formada por 80 alunos no ano de 2011. Ou seja, a diferença é grande e evidente. No meu antigo estágio, atual emprego, eu já cheguei a receber tratamentos diferentes. Já fui subestimada e já consegui provar que eu podia muito bem fazer o serviço proposto. Tanto que hoje eu sou mais respeitada, fui até efetivada não é?! Por isso eu fiquei determinada a sempre me esforçar e me superar a cada dia.
    E concordo com o que disse, existem sim homens que arrasam em design e mulheres que detonam em exatas, por exemplo. Problem? I don't think so.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Infelizmente, qualquer pessoa que não for branco/homem/heterossexual(ou disfarce bem)/"idade ideal" tem sempre que fazer o dobro do trabalho para "provar", "merecer". Tanto é que agora tem uma campanha do governo federal na TV sobre isso, não sei se chegou a ver! Achei ela fantástica, mas infelizmente não sei se será bem compreendida por todos.

      Penso que somos duas provas disso :D
      Vivam as lolitas na área de TI!

      Excluir
  9. Nossa! Esse post foi simplesmente um grito de liberdade, não dos "padrões machistas que a sociedade nos impõe", mas das armadilhas nas quais nós caímos, muitas vezes, por livre e espontânea vontade.
    Engraçado que nesses últimos dias tenho conversado com algumas amigas minhas que seguem lolita exatamente sobre esses tópicos de "Porque você usa lolita, enquanto outras meninas se empenham tanto em mostrar o corpo?" e chegamos na conclusão que não escondemos nossos corpos, são elas que escondem a menina inteligente, simpática e interessante atrás de decotes até o umbigo e mini-shorts, não que todos deveriam parar de usar essas roupas porque eu tenho amigas que se sente muitíssimo confortáveis assim, obrigado, mas perguntar porque.
    Parabéns Chads, espero que você abra muitos olhos com esse post, pois já me fez me sentir ainda mais especial por usar lolita <3

    Kisses

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas por que elas estão "se escondendo"? Por que as pessoas não vêem como elas são inteligentes, simpáticas e interessantes só porque estão de decotes até o umbigo e mini-shorts?
      Particularmente amo mini-shorts - isso me torna alguém que se esconde?

      As pessoas usam o que querem, mas somos nós que as julgamos como queremos e não como elas merecem.

      Numa sociedade que, como foi dito acima, a mídia nos diz que só valemos pelo nosso corpo, não é surpresa que tantas meninas se vistam assim.
      Quando alguém olhou para elas e disse "como você é boa nisso ou naquilo" ao invés de "sua linda/gostosa"?
      Se você é insegura (como toda santa propaganda faz a gente pensar) e só recebe elogios por fazer uma determinada coisa, você vai achar que só é boa em se vestir assim. As pessoas são frágeis e influenciáveis e o meio não ajuda em nada.

      Fico feliz que você conseguiu abrir os olhos - espero que meu comentário tenha sido um coliriozinho só para dar o toque final ;)

      Muito obrigada <3

      Excluir
  10. Discordo do texto em alguns aspectos, especialmente sobre Lolita e feminismo. Acho que Lolita realmente tem o POTENCIAL para ser algo feminista, mas muitas vezes falha miseravelmente. Dentro da comunidade Lolita HÁ uma grande pressão para você ter a pele perfeita, olhos gigantes (você vê meninas reclamando que a íris delas não são grandes o bastante que nem elas reclamariam de não ter peito), encoraja que você seja magra para caramba para caber em brand, e que você seja baixinha e 'fofa'.

    As meninas com traços menos delicados são mal vistas e ainda exclui mulheres negras. Na realidade, o padrão de beleza apenas muda de ser alta loira e sensual para ser pequena, fofa e oriental. Também não há mais a associação com sexo, mas de toda forma, eu acho Lolitas sentem MUITA pressão para serem bonitas porque se elas tiverem traços menos delicados, que fogem do padrão de beleza das modelos japonesas, elas são ridicularizadas por outras mulheres.

    Enfim, podemos ter eliminado os homens da equação, mas muitas mulheres no ambiente Lolita decidiram se encarregar de depreciar suas companheiras mulheres no lugar deles. Além disso, o que mais se vê por aí é uma ênfase no fato de que o que te torna uma boa Lolita é você saber coordenar bem e ter um monte de brand no seu guarda-roupa, e não se você é uma pessoa educada e simpática.

    Ou seja, em Lolita o que importa ainda é sua aparência e não sua personalidade. Você é incentivada a se importar horrores com sua aparência e gastar muito dinheiro com isso, e o seu valor como pessoa está diretamente ligado à sua aparência. Acho que é legal que não tem essa pressão para ser sexy, mas infelizmente Lolita ainda mantém muitos dos valores machistas tradicionais .-.

    Desculpa pelo rant XDD Eu concordo que toda Lolita devia ser feminista, mas acho que não é o que ocorre e no final Lolita é muito menos revolucionário nesse aspecto do que deveria ser.

    Também acho que vou ainda mais longe do que você foi ao dizer que não importa se uma mulher é inteligente ou não para a sociedade. Eu acho que para a sociedade, o ideal é que as mulheres sejam burras. Burrice feminina é visto como extremamente sexy na mídia, enquanto que ser inteligente é associado a ser feia! XD

    Gostei muito de ver você falar sobre algo assim, porque embora seja "fora do tema" é super relevante! Adorei os vídeos, principalmente o Killing us Softly! E desculpa pelo post enorme 8D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu só queria dizer que eu tentei abordar a primeira parte da sua pequena dissertação (<3) no texto nesse parágrafo:
      "É importante tentar renegar no meio outros padrões de beleza e de comportamento, como nós fazemos com tanto vigor, para garantir que o "movimento" continue com essa cara: de liberdade de expressão, culto à feminilidade e à individualidade. "
      Você acha que eu deveria complementar?

      Acho que é inevitável ficarmos 100% sem pressões, mas eu considero a cena, no Brasil pelo menos, muito mais "gentil" nesse sentido, e com bem menos pressões. Tenho impressão que as pessoas ficam mais populares e bem-comentadas quando tem várias amigas. E você? Concorda/discorda?

      A crescente (porém ainda ínfima em comparação) da popularidade de circle lenses aqui, e considerando que as perucas começaram a ser usadas recentemente, diz alguma coisa sobre como isso poderá mudar e evoluir. Você acha que a pressão pode ficar maior com essa "globalização" da cultura lolita da egl?

      Obrigada! Eu adorei ouvir isso e ler seu post enorme!! <33

      Excluir
  11. Amei o post. É lindo e eu realmente não vi por esse angulo.
    Eu tenho roupa masculina em casa e uso porque gosto, mas sempre tem alguém que fala "desse jeito vão achar que você é sapatona" ou" você nunca vai ter um namorado desse jeito". Eu não ligo primeiro porque se eu me sinto bem me vestindo daquele ou de outro jeito o problema é meu e segundo eu não tô afim de ter namorado (não por enquanto). Gostaria de pedir permissão para colocar no meu blog. Com certeza colocarei os devidos créditos. Obrigada por esse texto lindo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada!!

      Esse é um outro problema né... Comédias românticas nos ensinam que você pode até estar feliz, mas com certeza estará muito mais feliz se tiver um homem.
      Isso não é uma verdade universal, é injusto e limitante dizer a uma pessoa que se ela não tiver alguém "pra chamar de seu" ela não poderá ser feliz. Cada um é feliz do seu jeito ^^
      Eu também fiquei até os 17 sem me envolver com ninguém por escolha, e eu era bem feliz se quer saber XD

      Excluir
    2. Ops, esqueci de dizer que se colocar referências, pode colocar o seu blog com certeza <3

      Excluir
  12. Ah, finalmente alguém que conseguisse colocar em palavras o que eu sinto e o motivo pelo qual eu detesto que me tratem ''como mulher'', se é que da pra entender.
    Enfim... Eu gostei muito do texto e gostaria de pedir para colocar em meu blog também. E de preferencia, de dar umas publicadas por ai, o que já estou fazendo. É realmente motivador e é exatamente isso que eu sinto e que eu sinto vontade de mostrar para as pessoas.
    Obrigada pelo texto. \o

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. entendo sim, perfeitamente ^^

      pode colocar à vontade, só coloque um link com o post original no meu blog dizendo que fui eu que fiz o original o/

      eu que agradeço!

      Excluir

Seja educado(a).

Posts com spam ou propaganda serão deletados.

Não são permitidos comentários do tipo "visite meu blog"/"siga de volta" sem nenhum comentário sobre a postagem. No máximo, deixe o link no fim do seu comentário.
Eu sempre visito quem me comenta mesmo sem link :)